fbpx
caminhabilidade

Entenda como a mobilidade urbana afeta a qualidade de vida

A rotina de muitas pessoas se divide entre realizar várias atividades durante o dia e se movimentar pela cidade, com isso, passam horas dentro do carro ou transporte público, enfrentando o caos do trânsito. A forma como esses deslocamentos acontecem têm impactos diretos no bem-estar dos indivíduos, por isso, é importante entender como a mobilidade urbana afeta a qualidade de vida das pessoas. 

O que é mobilidade urbana?

A mobilidade urbana pode ser definida como a capacidade de deslocamento de um grupo de pessoas dentro de um espaço urbano – seja de carro, a pé, de bicicleta, a pé, etc. Em outras palavras, esse termo trata-se da facilidade da população para se mover dentro de centros urbanos. No Brasil, esse processo de urbanização das cidades teve seu crescimento por volta da década de 1930, com a chegada das grandes indústrias e a migração das pessoas que partiam das áreas rurais para zona urbana em busca de emprego e melhoria de vida. 

Como a mobilidade urbana está relacionada com a qualidade de vida

Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), mostrou que nas capitais brasileiras, uma pessoa passa, em média, 2 horas e 28 minutos no trânsito para realizar atividades cotidianas. Dentro desse período de locomoção, estamos sujeitos a enfrentar horas de engarrafamento e até mesmo acidentes de trânsito, além do estresse que é ocasionado. Portanto, todas essas ações estão ligadas à nossa qualidade de vida, uma vez que o tempo que perdemos nesses grandes deslocamentos poderiam ser aproveitados passando mais tempo com a família ou realizando outras atividades que proporcionam um maior bem-estar. 

Caminhabilidade e mobilidade urbana

A caminhabilidade é uma das soluções de mobilidade urbana nas metrópoles que impacta positivamente na qualidade de vida das pessoas. Esse conceito, também conhecido como walkabillity, promove a acessibilidade em ambientes urbanos e estimula o deslocamento através de caminhada em espaços planejados para facilitar a locomoção. Nesse sentido, a ideia é que locais de grande circulação de pessoas, como áreas de lazer, comércio, educação e demais serviços, sejam próximos de forma que esses distanciamentos se tornem menores possíveis e não precise de veículos automotores para se locomover, priorizando pedestres.

Morar no Plateau d’Or é ter mais qualidade de vida

Seguindo o conceito de mobilidade urbana, o Plateau d’Or é um exemplo de condomínio horizontal em Goiânia que é um verdadeiro refúgio do caos da cidade. Projetado para estimular a interação entre pessoas e o próprio meio, o empreendimento possui o que foi chamado de Hub Humano, que é um mix de serviços exclusivos para atender os moradores oferecendo opções em comércios, saúde, cultura, lazer e serviços sem precisar sair de dentro do condomínio. Esse conceito visa melhorar a qualidade de vida de seus moradores, diminuindo o tempo gasto em locomoção e promovendo o bem-estar.

Que tal conhecer mais sobre esse empreendimento que é inédito em Goiânia? Acesse a aba “Fale com um especialista” e receba o contato de um de nossos consultores. 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Fale com um especialista

Copyright © 2020 todos os direitos reservados.

Grupo Toctao LTDA – CNPJ 12.345.678/1234-06